quarta-feira, 7 de março de 2012

Nada me separa de você.





Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou. Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós. Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.  
Romanos 8:29-39


A paz queridos, no sábado passado o senhor me deu essa palavra para falar com
os jovens da Rocha e ela esta queimando no meu coração. Resolvi compartilhar com vocês
aqui no blogger.

Nesse trecho Paulo medita no amor de Cristo, ele considera que se
Ele deu o seu próprio filho para morrer por nós. Se ele nos formou sua imagem
e semelhança, se ele nos predestinou e se ele nos justificou e futuramente
ira nos glorificar o que faria então com que Ele deixasse de nos amar?
Nada, Paulo diz e com própriedade afirma que NADA, nem altura, nem profundidade
nem demonios, nem armadilhas do inimigo, nem qualquer tribulação,
pode fazer com que o Senhor se separe de nós.

Em Isaias 59. A palavra diz que o que faz divisão entre nós e o nosso
Deus é a iniquidade. Mas não diz que o Senhor deixa de nos amar.
Ele cobre o rosto para não nos ouvir,  porque não pode ter parte com
o pecado, mas ele continua nos amando. E ao primeiro sinal
de arrependimento de nossa parte, ele rapidamente se volta à nos e nos perdoa.

O Senhor te ama, e nada pode apagar esse amor. Não deixe que o inimigo lhe diga o contrário.
O Senhor lhe diz hoje, NADA ME SEPARARÁ DE VOCÊ. O Senhor está com as mãos estendidas para te ajudar.

Deus abençoe.
Silmara Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário