quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Eu vi!


No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi também ao Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; e o seu séquito enchia o templo.
Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas; com duas cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés, e com duas voavam.
E clamavam uns aos outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória.
E os umbrais das portas se moveram à voz do que clamava, e a casa se encheu de fumaça.
Então disse eu: Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos.
Porém um dos serafins voou para mim, trazendo na sua mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz;
E com a brasa tocou a minha boca, e disse: Eis que isto tocou os teus lábios; e a tua iniqüidade foi tirada, e expiado o teu pecado.
Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim. 
Isaías 6:1-8


Essa palavra é linda, vemos um encontro de Isaias com a Glória de Deus. Ele nos conta que viu o Senhor, e quando viu a sua beleza e a sua majestade sentia o poder de DEUS o poder de Deus estremecendo as paredes e muita fumaça como se a glória fosse palpável.
Contemplar assim o Senhor fez com que Isaias enxergasse em sim mesmo suas iniquidades,
A ponto de fazê-lo temer por si mesmo e dizer AI DE MIM, ESTOU SUJO, MEUS LABIOS SÂO IMPUROS! E eu vi o Rei!
Isaias não se vê digno de estar ali, porque quando nos encontramos com a santidade do Senhor, nos enxergamos nossa sujeira, quando nos encontramos com o amor de Deus, nos entendemos o tamanho que temos e o quanto não somos nada.
SE, SE nós andássemos na presença de Deus constantemente, SE fossemos capazes, nós andaríamos em amor e não em ódio, em fúria, em egoísmo.


Mas o temor de Isaias foi tão profundo naquele instante, que o anjo do Senhor o tocou com uma brasa e o limpou.
Sabe querido, o amor de DEUS é tão diferente do nosso que mesmo estando nos imundos, ele ainda nos mostra a sua glória e nos move intimamente até que nos possamos nos arrepender, e Ele tem total prazer em nos perdoar e nos purificar.
E depois disso o Senhor pergunta: A quem enviarei? O coração de Isaias estava tão transformado em instantes que mais do que depressa ele diz EU EU EUUUUU rs; Envia-me a mim!


É isso que o Senhor faz, quando Ele nos mostra a sua glória, ele nos ama, nos limpa e nos chama outra vez;


Quem nunca viu a grandeza de Deus? Eu vi, por isso estou aqui.


Deus abençoe!
Silmara

Um comentário:

  1. Esta palavra é linda. O trono do universo pertence somente ao Senhor! O Seu trono é inabalável... É eterno. Glória a Deus.

    ResponderExcluir