segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Cresça na essência

Bom dia meus queridos, mais uma semana curta e abençoadíssima pra todos nós!

Dias são acrescentados, experiência também. Em meio a lutas, vitórias, perdas, loucuras da vida, coisas difíceis de se entender, começam a surgir dúvidas! Que tipos de dúvidas? Todas! Cada um tem sua dúvida, assim com cada um têm sua dificuldade. Minha dúvida, nesses últimos dias, é de como viver o evangelho.

Quanto mais se aprende, mais se é cobrado. E nisso, parece ser cada vez mais difícil viver o que se prega. Mas isso esta errado! O evangelho de Cristo não é algo difícil, e muito menos incerto. Essa forma de vida foi criada para ser cada vez mais simples, cada vez mais fácil, para que as tribulações sejam cada vez mais suportáveis. A medida em que vamos apanhando da vida, estamos sendo forjados, calejados, assim formando um caráter mais forte, mais firme.

Porém, o tema de hoje é algo bem diferente do que você deve estar pensando agora. Meditando em como se viver o evangelho, rapidamente eu tornei a essência. E qual é a essência de Deus? O AMOR!

Pois é, pra quem acha que viria mais um cajado... ACERTOU!!!
O fato de eu falar sobre amor não quer dizer que eu tenha que falar "com amor". Hhauahuahua.
Aprendendo muitas coisas, acabei me confundindo, e esquecendo a essência, não esquecendo, mas meio que "deixando de lado". O evangelho é simples. Jesus é simples.
Como viver o amor? Difícil pergunta. Você logo pode me dizer, amor se sente, não tem como escolher amar alguém. Pode até ser. Mas nós temos que nos esforçar para tornarmos o mundo melhor de se viver. Primeira e principalmente, temos que orar, e pedir ao Pai que gere esse sentimento em nossos corações. Deixar de olhar para os defeitos das pessoas, deixar de pensar nas coisas ruins da vida. Elas são quase que inevitáveis, o que faz a diferença é a maneira como nós a tratamos. No trânsito, na escola, no trabalho, na IGREJA! Quais têm sido suas atitudes? Falar o que não deve, gritar, xingar, não dar satisfação, ou até simplesmente deixar de fazer, são atitudes que não devemos ter. Um simples "olá", um abraço, um olhar com alegre, pode animar um coração triste, abalado. Quanto esforço é exigido de você para apenas chegar num local e cumprimentar a todos que estão presentes com um sorriso? Que esforço você faz, para apenas ouvir alguém que precisa desabafar?

Quantas histórias não ouvimos e lemos de pessoas arrependidas por não terem tratado bem uma pessoa, sendo que aquele seria o último momento em que a veria? Arrependimento, remorso, são sentimentos fortes que podem te colocar pra baixo também.
Dê mais atenção as pessoas. As vezes aquela pessoa que vive te convidando pra sair e conversar, ou para qualquer outra coisa, esta precisando simplesmente da sua companhia, da sua atenção, e você nunca dá prioridade. Mas essa é uma vida, e quando essa pessoa, que a princípio só precisava de alguns momentos de atenção, se perder, você vai prestar atenção nela, porém será tarde demais...
Afinal, o que é mais importante? 5 minutinhos de descanso, ou uma vida emergindo novamente?
Pense!

O amor pode ser vivido diariamente de várias formas, as vezes até repreendendo, mas nunca abandonando.
Hoje falei sobre uma só maneira de viver o "amar", porém, existem várias. Por isso não é difícil vivê-lo, temos muitas, mas muitas oportunidades de amar.

Que o amor que o Senhor Jesus Cristo nos ensinou a viver seja fluente em nossas vidas, que saibamos olhar para aqueles que necessitam e acolhe-los.

"E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras."
Hebreus 10:24

Diego Avedissian

Um comentário:

  1. Boa tarde Diego!

    Realmente as vezes não estamos muito bem e somente com uma palavra ou um bom dia vindo com um sorriso pode mudar toda a história. Que suas palavras venha a entrar em todos os corações para que possamos cada vez mais deixar o verdadeiro amor de Cristo resplandecer em nossas vidas.
    Fique com Deus!!

    ResponderExcluir