segunda-feira, 31 de outubro de 2011

CA-JA-DO

Ola meus queridos, bela semana começando nubladíssima!
E pra melhorar mais ainda meu começo de semana, eu escrevi um dos melhores textos da minha vida hoje.

Maaaaas tem um porém... Na hora em que eu cliquei em "publicar postagem", o texto simplesmente sumiu! Cara, isso acabou com meu dia! Como é que eu iria conseguir escrever novamente o mesmo texto? Bom, não será escrito mais da mesma forma, mas eu não posso deixar passar mais um dia em branco (pois se passou uma sexta-feira e nós não postamos o texto do leitor, nos perdoem).
O texto não vai ficar tão bom quanto era pra ser, mas a palavra será a mesma, portanto, receba!

Hoje o Senhor me ministrou a respeito de algo muito presente em minha vida: O cajado!
Ééé, cajadada na cabeça.
Quase ninguém gosta de levar uma carcada né?
Algumas pessoas ja até pegaram mal comigo por eu pegar um pouco pesado nesse ponto. É, talvez eu tenha me excedido algumas vezes, mas também, essa foi minha criação (espiritual).
Quando cheguei na igreja demorei um tempo pre me envolver com ministério e tal, mas quando me envolvi, fui muito bem liderado, muito bem discipulado, só paulada na cabeça, e assim acabei crescendo muito mais rápido, percebi que isso era bom pra amadurecer mesmo, claro que nas horas difíceis, também fui muito bem acolhido, com palavras de conforto e tal.

Mas porque temos que levar uma dura, porque não pode ser tudo resolvido numa boa?
Quando uma ovelha se dispersa, ela não ouve a voz do pastor, e assim, ela pode acabar perdendo a direção. Quando a ovelha esta longe do rebanho, longe do seu aprisco, o pastor a chama pelo nome, e até grita para chamar a sua atenção, mas estando distraída, ela simplesmente não ouve, não ouve porque esta longe. Então, o pastor, muito preocupado com sua ovelha, lhe dá uma cajadada, e assim eu duvido que a ovelha não vá dar atenção! Com a dor de uma paulada, só se ela for louca pra continuar distraída. Logo se vê, que na boa não adianta né.

O fato de uma pessoa estar te repreendendo não quer dizer que ela não te ame.

"Porque o Senhor repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem."
Provérbios 3:12

"O que ama a instrução ama o conhecimento, mas o que odeia a repreensão é estúpido."
Provérbios 12:1

Todos conhecem aquele ditado? "Remédio amargo é o que cura" (acho que é isso)
Pois é, a mentira é proferida com palavras doces e alimentam o seu ego, mas a verdade em muitas vezes é amarga, porém edifica o espírito. Não devemos nos abster da verdade, ainda que seja dolorosa é ela que nos faz crescer, é sabendo dos nossos defeitos que podemos muda-los, e é através dessas repreensões, desses "cajados", que podemos amadurecer. Portanto receba, é difícil de engolir, mas receba.

Claro que se deve discernir. Toda crítica construtiva deve ser aceita, mas "abobrinhas" devem ser descartadas. Isso cabe a cada um no seu próprio crescimento.

Bom, a mensagem hoje é a seguinte, que a cada dia que nossos pastores, líderes, chefes, professores, encarregados, nossos pais, ou seja quem for que nos exorte, a medida que estiverem nos dando uma bela duma cajadada, que saibamos aceitar isso como uma correção, como algo bom pra nós mesmo, e que saibamos reconhecer aqueles que querem realmente nos ajudar.

Fiquem na paz de Deus, esse foi um post difícil pra mim, mas ta aí, espero que seja edificante na vida de cada um. Deus abençoe.
Diego Avedissian


Um comentário:

  1. Boa noite Garoto Cajado!!
    Isso mesmo Diego esta é a definição para vc, mas vejo isto como uma qualidade, pois como vc mesmo diz no post "Remédio amargo é o que cura".
    Conforme amadurecemos, tanto pessoalmente quanto espiritualmente vemos que nem sempre as palavras doces são aquelas que irão te edificar e vejo que nossos lideres nem sempre tem que vir com mansidão em determinados casos, mas sim cajado pois são estes que realmente fazem a gente parar p/ pensar no que fizemos.

    ResponderExcluir