segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Depois da chuva

Homem fotografa cidade devastada de Zhouqu na Província de Gansu, na China. Ainda há 1.100 desaparecidos após os deslizamentos de terra
Bom dia povo de God.
Hahaaaa, pegadinha do malandro, não é o Fernando que esta escrevendo, é o Diego!!!

Vamos começar a semana refletindo um pouco no que é importante pra nós!

Nas nossas vidas, passamos por variados tipos de momentos e épocas, alguns mais fáceis, outros não, alguns bons, outros maus, tristes, alegres, engraçados, duros. São inúmeras situações em que nos encontramos no dia-a-dia. E nesses momentos sempre existem pessoas junto a nós. Umas para ajudar, outras para atrapalhar, outras que querem ajudar mas atrapalham, bom, mas isso não vem ao caso, onde quero chegar é no seguinte assunto: As pessoas que fazem parte das nossas vidas, e a aparência que elas tem para nós.

Ao olhar, e ao pensar, em nossa pequena cabeça e também somado a emoção, nós criamos um perfil de cada pessoa, perfil esse que nem sempre é o que realmente é. Essa imagem é criada de acordo com o que essa pessoa demonstra, seja através de palavras, seja através de atitudes, ou somente ao vê-la (o que não é nada certo). E ao criar esse esteriótipo, nós passamos a buscar nas pessoas auxílio em determinadas situações. Ultimamente venho passando por lutas (novidade), e tenho buscado em algumas pessoas um certo refúgio, ou uma ajuda.

Mas foi aí, num momento de grande aflição, num certo desespero, onde eu quis ter uma pessoa por perto que percebi algo. Depois de uma bela de uma tempestade, depois daquele difícil momento, é que vemos o que realmente vale a pena. Somente depois que se passa uma tsunami que vemos o que era realmente resistente a ela. Claro, pouquíssimas coisas (pessoas). E é assim nas nossas vidas, quando passamos por um momento difícil, que causa um grande transtorno em nós, que percebemos quem, e o que é realmente verdadeiro e permanente nas nossas vidas. E são poucos, é claro. Muito são levados por essas tempestades, muitos caem, muitos morrem para nós, outros vão para longe devido a forte correnteza, porém, alguns daqueles que se diziam verdadeiros, são realmente verdadeiros, alguns que se diziam fortes, que diziam "pode contar comigo", realmente permanecem, e são esses os que são importantes. É difícil e quase impossível prever quem vai permanecer, portanto, sabemos que existe um que estará sempre ali, firme, esse é o Senhor.


Eu desviei meu olhar por um instante, e o Senhor me colocou no meio de uma tempestade para que eu passasse por ela sozinho, para que eu aprendesse essa lição. Eu não percebi, e sai remando, e procurando por alguém que pudesse me ajudar, mas esse alguém... não apareceu. E foi depois dessa tempestade que parei, olhei pro céu, esse já um pouco mais aberto, e percebi, eu tenho que buscar é o meu Deus, meu Pai, que tudo pode. Meus amigos, família, companheiros e tal, são muito importantes pra mim, muito bons, só tenho o que agradecer, mas quando a tempestade vem, eles também precisam se refugiar. Se eu me apoiar neles nessas horas, podemos acabar nos afogando juntos. O único que pode andar sobre as águas é Jesus, e na mão dEle que devemos segurar.

"O SENHOR é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador"
II Samuel 22:2

Que você se apoie somente no Senhor nos seus momentos difíceis, Ele é nossa rocha eterna que não nos deixa cair.

Aprendendo sempre, e no amor do Senhor Jesus
Diego Avedissian.

2 comentários:

  1. Bom dia Diego!!
    Realmente quando passamos uma tempestade é que enxergamos onde é nosso refugio que é no Senhor se não iremos nadar, nadar e morrer na praia. Quando eu passei por um momento dificíl em minha vida tb recentemente eu tive que me apoiar em Deus pois foi só ele que me deu o direcionamento para onde eu deveria remar.
    Mais uma vez Deus te usa. Te desejo uma ótima semana na presença de Jesus Cristo.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom primo.
    òtimo texto e como te disse mais cedo, não pare nunca!

    Você é luz, nao se deixe apagar.

    Deus abençoe!

    ResponderExcluir